Divagação sobre a vida dos funcionários públicos: suspiros e desabafos

27
Mar 06

Eu, e as segundas feiras, andamos de costas voltadas.

Decididamente este não deve ser o meu dia da semana, "aquele" dia...

Há quase dois anos o serviço mudou de instalações, mas houve sempre qualquer coisa que ficou para trás, ficou por fazer.

A sala onde trabalho é escura e húmida. De tal modo escura, que eu e uma colega, após várias idas ao oftalmologista, decidimos, já que o serviço não o fazia, comprarmos uns candeeiros de secretária, bons e que nos ajudassem a proteger uma das zonas mais preciosas do nosso corpo: os olhos.

Bem, hoje, para além de ter a secretária a abarrotar de papelada, posta lá depois de eu ter saído na sexta-feira, tinha o trabalho do meu colega que hoje faltou, e tinha também as lâmpadas do tecto a brincar de pisca-pisca (se calhar já com saudades do Natal).

Foi então que das trevas se fez luz: apareceu autorização superior e dinheiro para equipar a sala de lâmpadas em condições.

Foi necessário chegar ao extremo para que se conseguisse aquilo que deveríamos ter tido logo que nos mudamos: lâmpadas em condições e por conseguinte condições de trabalho dignas.

Fica a faltar resolver o problema da humidade.

Será que teremos de ter uma inundação para que os grandes senhores percebam que aquela sala precisa de ser isolada? Afinal é lá que funciona o Arquivo...

Entre-suspiros termino, esperando que não seja necessário, novamente, chegar a extremos.

publicado por Eusinha às 23:00
sinto-me:

Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Segunda-feira

arquivos
2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO